ASSUM PRETO


A RUA DAS ILUSÕES PERDIDAS

Um livro me caiu nas mãos uma vez. Uma pequena novela traduzida para o português como “A RUA DAS ILUSÕES PERDIDAS” (CANNERY ROW) de John Steinbeck. Entrou para a lista dos meus dez preferidos.

 

O personagem principal, Doc, é um solitário biólogo marinho que vive num pequeno laboratório, na costa oeste do Pacifico, Monterey,durante a depressão de 30, coletando espécies para vender para os colégios e institutos de pesquisa.

 

Doc era querido por toda a vila, e recebia no laboratório, a visita de pescadores de sardinhas, prostitutas, vagabundos e escritores, onde sempre fazia festas, ouvia música e discutia filosofia. Steinbeck o descrevia assim:

 

 Doc poderia escutar qualquer coisa sem sentido e transformá-la em sabedoria. A sua mente não tinha horizontes e a simpatia não possuía limites.”

 

A internet me revelou um fato curioso. Doc existiu. O laboratório também. Chamava-se Ed Rickets e era um grande amigo de Steinbeck. Mais: Rickets foi um brilhante biólogo ambiental num tempo em que ninguém falava em meio ambiente. Escreveu um livro chamado “ENTRE AS MARÉS DO PACÍFICO” que virou um clássico da literatura científica mundial.Um livro considerado seminal.

 

         (ED RICKETS)

 

Rickets morreu num trágico acidente, quando um trem bateu no seu carro.

 

Steinbeck ganhou o Nobel de literatura. Cannery Row é sua obra prima. Poucos livros me comoveram tanto. O final é surpreendente e simplesmente encantador.

 

Quando vi sua foto na internet, achei curiosamente parecido com a imagem que eu fazia de Doc quando li o livro. Os seus biógrafos todos dizem que hoje em dia é praticamente impossível separar o personagem de Cannery Row, do homem que ele realmente foi.

 

     

                                                           (ED RICKETS)

 

 



Escrito por Luis Manoel Siqueira às 07h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Meu perfil


BRASIL, Homem, Escritor



Histórico


Outros sites
 SOBRE O AUTOR
 LUIS MANOEL SIQUEIRA (JORNAL DE POESIA)
 TODAS AS JANELAS DO MUNDO
 ALGUNS TRABALHOS PUBLICADOS (Livre Download)